Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Fátima do Sul
PSDB, PP, PL e Podemos ganha cadeiras na Câmara após o fim da janela partidária
Trocas de legenda movimentaram o cenário político local visando às eleições municipais de outubro
09 ABL 2024
Ribero Junior, MS24h
16h00


Trocas de legenda movimentaram o cenário político local visando às eleições municipais de outubro
Imagem: Arquivo/MS24h
No último dia 5 de abril, às 23h59, encerrou-se o período conhecido como "janela partidária" na política brasileira. Em Fátima do Sul, município localizado no estado de Mato Grosso do Sul, essa fase de trocas partidárias entre vereadores não passou despercebida. O movimento político visa às eleições municipais de outubro e tem potencial para reconfigurar o panorama político local.

A "janela partidária", iniciada em 7 de março, concedeu aos vereadores a oportunidade de mudar de partido sem correr o risco de perder o mandato. Essa prerrogativa provocou uma movimentação intensa nos bastidores políticos, com os partidos buscando fortalecer suas bases e ampliar sua representatividade na Câmara Municipal.
Dez dos 11 vereadores que compõem o Legislativo Fátimassulense. Na foto faltando apenas o vereador Nelson Pisando, atualmente filiado do PP
Imagem: Arquivo/MS24h
Antes do período da janela partidária, a composição da câmara municipal de Fátima do Sul já indicava uma diversidade partidária. Contudo, as trocas de legenda entre os vereadores alteraram significativamente esse cenário. O PSD, por exemplo, que detinha 4 cadeiras, agora conta com apenas 3. O mesmo ocorreu com o PDT, que perdeu representatividade na casa legislativa.

O Partido Progressista (PP) emerge como um dos grandes beneficiados deste período de mudanças. Com a migração de importantes vereadores, como Ermeson Cleber Mendes, Nelson Pisano e Fabinho de Culturama, o PP fortalece sua presença na Câmara Municipal. Destaca-se ainda a filiação do vereador Jairo Fernandes ao Partido Liberal (PL), trazendo consigo um novo dinamismo à sigla no contexto local.

Além disso, outras legendas também registraram movimentações significativas. O PSDB, por exemplo, recebeu a filiação dos vereadores Laurindo Barba e Wagner da Garagem, este último colocado como pré-candidato a prefeito pela legenda tucana. Já o Podemos ganhou a adesão da vereadora Silvana Vasconcelos, que agora também é pré-candidata ao cargo máximo do executivo municipal.
Diego Carcará foi o único vereador que não trocou de partido durante a janela partidária
Imagem: Arquivo/MS24h
É importante ressaltar que todas as 11 cadeiras da Câmara Municipal de Fátima do Sul foram afetadas pelas mudanças durante a janela partidária. Mesmo aqueles que optaram por permanecer em seus partidos viram o cenário político local se transformar ao seu redor.

Assim, ao fim da janela partidária, a configuração da Câmara Municipal de Fátima do Sul é a seguinte:
-> Ermeson Cleber Mendes (PP)
-> Nelson Pisano (PP)
-> Fabinho de Culturama (PP)
-> Jairo Fernandes (PL)
-> Ezequiel Ferreira (PSD)
-> Diego Carcará (PSD) - Único vereador que não trocou de partido;
-> Michel do Ceará (PSD)
-> Laurindo Barba (PSDB)
-> Wagner da Garagem (PSDB)
-> Silvana Vasconcelos (Podemos)
-> Nilsinho Construtor (União Brasil)

Com essa nova composição partidária, o palco está montado para uma acirrada disputa política rumo às eleições municipais de outubro, onde cada partido busca consolidar sua força e influência no município Favo de Mel.
Vereador Nelson Pisano (PP), vereador que não está na foto acima com os demais colegas parlamentares
Imagem: Arquivo/MS24h

Maio Amarelo - Pref Jateí
2R Entregas