Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Policial
Vítima de feminicídio em Culturama foi morta por asfixia e não a facadas
Informações preliminares apontavam que a mulher teria sido morta a facadas, mas a pericia constatou que a vítima foi morta por asfixia.
04 ABL 2024
Redação MS24h
12h00


Informações preliminares apontavam que a mulher teria sido morta a facadas, mas a pericia constatou que a vítima foi morta por asfixia
Imagem: Divulgação/Whats App
As informações preliminares que circularam na noite de ontem, quarta-feira (3) sobre o terrível crime ocorrido em Culturama, distrito de Fátima do Sul, apontavam que uma mulher encontrada sem vida em sua residência, havia sido morta a facadas pelo próprio marido. Contudo, após o trabalho de pericia realizado no local pela Polícia Científica e realização de exames, foi constato que a vítima foi morta por asfixia.

Aleandra Torres Vieira de Souza, de 49 anos, foi encontrada morta em sua casa na rua Senador Filinto Muller. Inicialmente, informações repassadas seriam que a vítima teria sido morta a facadas.  O exame forense revelou que a vítima não apresentava sinais de violência nem perfurações em seu corpo. Dessa forma, foi constatado que Aleandra foi vítima de asfixia. A Polícia Civil de Fátima do Sul, encarregada das investigações, confirmou os fatos.

O principal suspeito do crime, Neilson Vieira de Souza, de 52 anos e esposo da vítima, foi preso horas após o ocorrido por uma equipe da Força Tática do 14º BPM de Fátima do Sul. Ele foi encontrado escondido em um canavial próximo ao local do crime, no sítio de seu próprio irmão.

O delegado responsável pelo caso esclareceu que, inicialmente, as evidências apontavam para Neilson como autor das facadas, já que uma faca com manchas de sangue foi encontrada no local do crime. No entanto, após os trabalhos da perícia e a prisão do acusado, foi constato que o sangue na faca pertencia ao próprio suspeito.

Após sua prisão, Neilson confessou o crime e revelou que tentou contra sua própria vida após assassinar Aleandra asfixiando-a com um travesseiro. O motivo alegado pelo acusado foi ciúmes da esposa.

Maio Amarelo - Pref Jateí
2R Entregas