Menu
sábado, 20 de abril de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Batayporã
Homem é assassinado a facadas e tem casa incendiada
Vítima de 40 anos, foi surpreendida por dois homens em sua residência na noite de terça-feira; Na manhã de hoje, quarta-feira (14) sua casa foi consumida pelo fogo
14 FEV 2024
Redação MS24h
11h25


Vítima de 40 anos, foi surpreendida por dois homens em sua residência na noite de terça-feira
Imagem: Reprodução/Jornal da Nova
A cidade de Batayporã foi palco de uma tragédia na noite de terça-feira (13), quando Rafael Miguel Souza Gonçalves, de 40 anos, conhecido como "Rafinha", perdeu a vida vítima de golpes de faca.

De acordo com informações fornecidas pela polícia, o trágico incidente aconteceu por volta das 22h, quando dois homens chegaram à residência de Rafinha, situada na Rua José Barbosa da Silva, na Vila Atílio Monteiro. Os suspeitos, aos gritos, invadiram o quintal da vítima. Ao abrir a porta para verificar a situação, Rafinha foi surpreendido pelos agressores, que desferiram golpes de faca contra ele.

Desesperado para escapar dos ataques, o homem tentou fugir, correndo para a rua, mas acabou caindo agonizando em uma carretinha na residência vizinha. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito antes mesmo da chegada do Corpo de Bombeiros.

Testemunhas relataram à polícia que um dos possíveis autores do crime estaria envolvido em uma briga anterior, na qual teria sido atacado com um golpe de facão. Havia, supostamente, uma promessa de vingança por parte desse agressor. Os suspeitos fugiram do local, e as autoridades policiais agora trabalham nas investigações para esclarecer os motivos e identificar os responsáveis pela morte de Rafinha.

Na manhã de hoje, quarta-feira (14) sua casa foi consumida pelo fogo
Imagem: Reprodução/Jornal da Nova
Casa incendiada e mistério persiste
Na manhã seguinte ao crime, a residência da vítima, localizada na Rua José Barbosa da Silva, na Vila Olímpio Pinheiro, foi consumida por um incêndio de origem ainda desconhecida. A Polícia Civil, que já investigava o homicídio, agora também procura entender a possível conexão entre os dois eventos.

Não havia ninguém na residência no momento do incêndio, o que levanta questionamentos sobre a relação entre a morte de Rafinha e o fogo que destruiu sua casa. As autoridades buscam pistas e depoimentos que possam esclarecer a autoria do crime.

2R Entregas