Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Vila Sapé
Grupo deu bebida com remédio e roubou dinheiro antes de matar idoso
O caso, inicialmente tratado como homicídio, foi classificado como latrocínio, pela polícia, pois o grupo furtou R$ 400 e a espingarda da vítima
29 ABL 2024
Redação MS24h
09h00


O grupo responsável pelo crime furtou a espingarda e R$ 400 da vítima
Imagem: Osvaldo Duarte/Dourados News
Após ouvir todas as testemunhas, a Polícia Civil de Dourados revelou novos detalhes sobre o assassinato do idoso José Alves da Silva, 80 anos, encontrado morto em um sítio na Vila Sapé.

O caso, inicialmente tratado como homicídio, foi classificado como latrocínio, pois antes de matar a vítima, o grupo responsável pelo crime furtou a espingarda e R$ 400 da vítima.

De acordo com as informações da polícia, Lucineia Monteiro dos Santos, 25 anos, e Jhonatan Fernando Sobral, 26 anos, teriam "embebedado" o idoso e colocado remédio na bebida. Enquanto isso, a adolescente de 14 anos foi até o quarto da vítima, pegou a quantia de R$ 400 e a espingarda, e entregou ao namorado de 16 anos, que estava do lado de fora na janela do quarto.

Em determinado momento o idoso teria se "insinuado" para a adolescente, o que teria provocado uma reação violenta do namorado. Ele efetuou um disparo que resultou na morte de José Alves da Silva.

Conforme noticiado anteriormente, o grupo foi preso em uma propriedade rural entre Dourados e Itaporã, através de uma ação da Depac e SIG da Polícia Civil. Conforme as novas informações da polícia sobre o caso, eles estariam "churrasqueando" no momento em que foram presos e os ingredientes do churrasco foram comprados com o dinheiro furtado do idoso.

Nesta segunda-feira (29/4), às 9h, a Polícia Civil realizará uma coletiva de imprensa, onde o Delegado Erasmo Cubas trará mais detalhes sobre o caso. 

Maio Amarelo - Pref Jateí
2R Entregas