Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Dourados
Acusado de matar a ex-esposa morre em confronto com policiais do SIG
Jeremias Ferreira Dias, 45 anos, acusado de homicídio, não resistiu aos ferimentos após troca de tiros com policiais do SIG de Dourados e acabou morrendo
06 NOV 2023
Redação MS24h
15h40


Jeremias Ferreira Dias, 45 anos, acusado de homicídio, não resistiu aos ferimentos após troca de tiros com policiais do SIG de Dourados e acabou morrendo
Imagem: Divulgação/MS24h
Na tarde desta segunda-feira, uma operação conjunta das forças de segurança resultou na morte de Jeremias Ferreira Dias, acusado de matar a ex-esposa Cleyde Mara Pereira Abrantes e ferir Adelvando Paulo da Silva em Nova Alvorada do Sul. Os detalhes do confronto foram apurados pela equipe do jornal MS24h.

As autoridades receberam informações de que Jeremias estava escondido em uma residência na linha do Potrerito, na cidade de Dourados. Em resposta a essa informação, os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Dourados, em colaboração com policiais civis de Nova Alvorada do Sul, se dirigiram ao local para verificar os fatos.

Ao chegarem à residência, houve uma troca de tiros entre Jeremias e as equipes de segurança. Durante o confronto, Jeremias foi atingido por disparos e imediatamente socorrido para o hospital. No entanto, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O caso que levou a essa tragédia teve início na madrugada do último sábado, quando Jeremias invadiu a residência de sua ex-esposa, localizada na rua José Bressan, no Jardim Guanabara, em Nova Alvorada do Sul. No momento da invasão, ele ateou fogo em uma motocicleta e na sala da casa.

Em seguida, Jeremias deslocou-se até o quarto onde Cleyde e Adelvando estavam e desferiu vários golpes de faca nas vítimas. Cleyde foi atingida no braço e tórax, enquanto Adelvando teve o braço perfurado, com a lâmina da faca atingindo ainda outra parte do corpo. Ambos foram encaminhados ao hospital de Nova Alvorada do Sul, mas infelizmente, Cleyde não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

Adelvando, por sua vez, precisou ser transferido em regime de "vaga zero" para receber atendimento médico na capital do estado, devido à gravidade de seus ferimentos.

Maio Amarelo - Pref Jateí
2R Entregas