Menu
sábado, 20 de abril de 2024
Buscar
(67) 9 9845-5408

Dourados
Criança vítima da dengue passou por três unidades de saúde antes do óbito
O início dos sintomas ocorreu no dia 19 de janeiro e óbito ocorreu no dia 29 do mesmo mês.
28 MAR 2024
Redação MS24h
11h00


Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e chikungunya
Imagem: Bruno Rezende/Governo de MS
A criança de sete anos de Dourados que morreu após contrair dengue não havia se vacinado contra a doença. A informação foi apurada pelo Dourados News juntamente a Vigilância Epidemiológica. É a segunda morte pela doença no município, em 2024. A primeira foi de um homem, de 33 anos, que também não teria se vacinado.

O menor residia no bairro Vival dos Ipês. O início dos sintomas ocorreu no dia 19 de janeiro e óbito ocorreu no dia 29 do mesmo mês, no entanto, foi divulgado no boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde) somente nesta quarta-feira (27 de março). 

Em contato com Emerson Eduardo Correa, gerente do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, o Dourados News foi informado que a morte do garoto estava em investigação e, que a necessidade de análise de resultados laboratoriais e outros encaminhamentos gerou o período de cerca de dois meses para a confirmação do fator resultante. 

“É um procedimento normal da Vigilância Epidemiológica. Todo esse processo leva certo tempo, pois inclui solicitar prontuário onde o paciente foi atendido, montar a cronologia de atendimento, preencher a ficha de investigação, encaminhar para a SES e aguardar o parecer final do Infectologista”, detalhou.

A criança não possuía comorbidades, apresentou dores musculares, febre, vômitos e dor de garganta, passando pelo primeiro atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), posteriormente esteve em tratamento domiciliar com antibióticos e como não apresentou melhoras no quadro, a família procurou atendimento em unidade hospitalar (Cassems), onde houve hospitalização. Depois ocorreu transferência para o HU (Hospital Universitário). Mesmo diante do acompanhamento médico, a vítima não resistiu.

Dourados disponibiliza a imunização contra a dengue, desde o dia 03 de janeiro, sendo a cidade pioneira na ação para a população em massa. O público com idade entre 04 e 59 anos pode receber as doses. 

Média incidência
Dourados figura com média incidência da doença, quando o registro é de 100 a 300 casos por 100 mil habitantes, conforme o boletim da SES. 

Os dados apontam para 366 casos prováveis da doença, considerando a população média de 243.368, ou seja 150,4 de média.  O número de casos confirmados chega a 25.

Em todo o Mato Grosso do Sul são 3.763 casos confirmados da doença e 11.048 em investigação. Além de seis mortes confirmadas e 11 ainda investigados.

O número de cidades com alta incidência figura para 44. Entre os municípios que mais registraram casos confirmados recentemente estão Mundo Novo (51), Itaquiraí (20), Japorã (06) e Aral Moreira (05). 


2R Entregas