Menu
segunda, 24 de janeiro de 2022
Buscar
(67) 9 9954-7979

eleições 2020
Desistência de Marçal faz de Geraldo opção mais forte do PSDB em Dourados
Marçal Filho anunciou a desistência da pré-candidatura em sessão remota na Assembleia Legislativa
30 JUN 2020
Dourados News
17h51


Caso a data da eleição deste ano mude, abrirá brecha para que ocupantes de cargos públicos se afastem de suas funções
Imagem: Divulgação
Com a desistência de Marçal Filho da disputa pela prefeitura de Dourados, o secretário de Saúde Geraldo Resende tornou-se o nome mais forte do PSDB para disputar a sucessão da prefeita Délia Razuk em eleição cuja data ainda está sendo definida pelo Congresso Nacional. Na semana passada, o Senado aprovou a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) autorizando o pleito para os dias 15 e 29 de novembro. 

Se passar na Câmara dos Deputados nos próximos dias, abrirá brecha para que ocupantes de cargos de ordenador de despesas do poder público, como o atual secretário, possam desincompatibilizar em outro período. Pelo calendário atual, a data limite era 4 de junho, quatro meses antes da corrida eleitoral. 

Nesta terça-feira, o deputado estadual Marçal Filho anunciou a desistência da pré-candidatura em sessão remota na Assembleia Legislativa. "Eu nunca disse que seria candidato, mas não afastava essa possibilidade", afirmou ele, antes da sessão virtual, no programa que comanda na rádio 94 FM.

Com a desistência de Marçal, que alça Geraldo Resende à condição de candidato mais forte do PSDB a prefeito de Dourados, resta agora saber se o governador Reinaldo Azambuja irá abrir mão do hoje secretário, que vem atuando forte à frente da Secretaria de Estado de Saúde nas ações de combate ao coronavírus.